Quarta-feira, 29 de Novembro de 2006

Hoje é um daqueles dias em que a calma que aparento, não é mais que isso aparência, porque o mar de emoções que guardo dentro de mim, está tudo menos calmo, sinto vontade de gritar mas não posso, tento a todo o custo suster a lágrima que vezes demais aflora os meus olhos, tento a todo o custo não partir para o meu mundo de sombras em que me refugio muitas vezes, é nele que me sinto bem, lá não preciso de fingir alegria, quando a única coisa que sinto é uma tristeza imensa, sinto cada vez mais uma angústia que sufoca, tenho cada vez mais perguntas para as quais não tenho resposta.

Sinto que os meus sonhos são cada vez mais isso mesmo, sonhos

Sinto que as palavras são cada vez mais difíceis

Sinto receio de me dar, sem pedir nada em troca com receio de ser mal interpretada ou ser magoada…

Hoje não é definitivamente um bom dia para este meu espírito inquieto, sinto uma grande tempestade dentro do peito.

Mas também sei que  o meu desejo de paz interior e liberdade de espírito vai vencer, que vou transformar este mar revolto, numa grande praia de areia branca e aguas límpidas onde o sol brilhará para aquecer a minha alma, sei que não estou sozinha tenho sentires idênticos ao meu que me acompanham nesta caminhada longa mas que terá um fim, na sua companhia alcançarei o meu objectivo.

O sol mesmo escondido por nuvens, sei que está lá e acabará por vencer.

Bjinhos

Ana



publicado por devaneiosmeus às 17:37
Ai Ana....Tens que "formatar o teu disco rígido"...
Tens que te soltar!!! Voltar a sorrir!!!
Isso anda prai mt tristeza misturada com angústia, com raiva, com revolta....
Eu creio até saber o motivo e pergunto-te: axas que vale a pena?!
Já sabes o q eu penso em relação a isso,né?
Bjokas de apoio, sempre, e tb pra animar.Se for preciso eu canto ou danço pra ti...Ehehehe
Esta é a parte em q tu imploras q ñ, por favor, ñ!!! Ehehehe
Vá alegra-te miúda
Madalena
apenasMadalena a 30 de Novembro de 2006 às 10:37

tenho dias assim de muita tristeza, sem saber muitas vezes o motivo, basta uma palavra o reviver de alguma situação e lá vou eu, eu sei que tenho de encontrar algum equilibrio, mas é dentro de mim que tenho de o buscar, vou conseguindo aos poucos, essa coisa de formatar o disco não é para mim, não consigo agir como máquina, sou mesmo assim.
Deve ser moda agora dançar e cantar para mim, hoje de manhã uma colega disse-me que sonhou que andamos as duas a noite inteira a dançar!!! Eheheh
Binhos
Ana
devaneiosmeus a 30 de Novembro de 2006 às 16:14

A fuga no mundo das sombras é sempre a mais fácil de fazer é quase como um esconder igual ao da avestruz
Mas tal como esse bicho emplumado quando se vai para as sombras fica sempre o rabo de fora...
Mas algo mais me chamou á atenção, quando alguem se entrega sem pedir nada em troca não pode haver o minimo indicio de ciume ou de sensação de posse pois se isso é demonstrado é porque a entrega não é sem pedir nada em troca e a partir daí toda e qualquer interpretação é válida e possível.
Quando te deres esclarece tudo no antes
Se tiveres duvidas esclarece
Nunca deixes pontas por atar
Porque quando sai algo de inesperado tudo é pensado e posto em causa
Tens que em primeiro lugar defenir para ti o que é mesmo a entrega sem pedir nada em troca porque no fundo algo desejas em troca de certeza
Espero ter ajudado
Beijos


ZePedro a 30 de Novembro de 2006 às 11:14

Olá Zé Pedro!!
Que bom ver-te por aqui, é sempre muito bom ler as tuas palavras amigas que são sem dúvida de grande ajuda, também sei que do que conheces de mim entendeste o que quis dizer, tenho dias destes de muita tristeza e angústia mas tenho outros em que realmente o sol brilha, o equilibrio para estes meus estados de espirito é dentro de mim que procuro, só que nem sempre consigo, com calma lá chegarei.
Quando falo da entrega sem pedir nada em troca, claro que o que procuro é o estar acompanhada sentir que me é dado uma palavra um gesto quando me sinto em dias como o que descrevi, nada mais, sei que nem todos somos iguais.
As pontas de que falas que por vezes ficam por atar são consequência de situações que necessitariam de ser muito faladas esclarecidas e nem todos estão dispostos a isso, são conversas a ter olhos nos olhos, é assim que sou, é desta forma que sinto.
( a comparação a uma avestruz, terá alguma coisa a ver com o facto de ambas sermos grandinhas, rsrs)
Volta sempre !!!
Bjinhos
Ana
devaneiosmeus a 30 de Novembro de 2006 às 16:33

Olá 1º peço desculpa pela liberdade de comentar e estar no seu espaço.
Muitas vezes sentimos essa falsa calma em nós, para esconder as sombras que temos dentro de nós, mas dai entrar nas sombras é que não se deve.
Porque pior que estas falsas calmas que muitas das vezes temos é estar nas nossas sombras, porque estando lá também não temos as respostas que queremos e continuamos angustiados e sufocados.
Na tristeza temos respostas e na alegria também por isso temos mesmo que saber equilibrar os dois estados de espírito , com muita calma.
O receio de dar sempre temos um pouco ,mas também se não se arrisca também ficamos magoados na mesma, por isso as duas maneiras seja na sombra ou seja a viver a situação tem os dois lados alegria e sofrimento.
Agora as sombras não, há sempre algo ou alguma ou alguém que sedo ao tarde nós tira de lá e isso sim é a maravilha e magia da vida.
Espero de alguma maneira ter ajudado um pouco e peço desculpa pelo comentário longo.
Beijinho
Nasombradaspalvras
lt a 30 de Novembro de 2006 às 11:52

Fico sinceramente feliz que tenha vindo visitar-me e tenha comentado, espero que volte, já tenho lido comentários seus noutros locais que visito e as palavras que leio transmitem-me sempre serenidade.
Esta minha luta por encontrar algum equilibrio é uma coisa antiga, tenho altos e baixos, confesso que ultimamente mais baixos, mas também sei que um dia alcançarei a minha meta, paz interior e serenidade.
O tal mundo de sombras é um canto onde me refugio, me isolo com medo de sair magoada de determinadas situações ou quando não sei muito bem o que fazer, é um pouco cobardia, mas é também uma defesa.
Sabe que cheguei a uma altura da vida em que as ilusões começam a desaparecer, por muito que me custe deixar para trás alguns sonhos, tenho outras coisas que a vida me foi dando muito boas é delas que vou tirando força para continuar e levar em frente a vida que "escolhi"...não a que sonhei...
Tento sempre tirar uma lição de todos os meus actos, tenham eles as consequências que tiverem, viver é aprender.
Claro que as suas palavras me ajudaram, volte sempre, gosto de a ver por cá.
Bjinhos
Ana



Olá de novo então
1º Peço-lhe que me trate por tu, pois eu sou uma cota de 28 anos.
Compreendo esse seu mundo de sombras esse seu canto, canto esse onde se sente verdadeiramente segura, bem, feliz, protegida penso que também, mas estar só nesse canto e nesse mundo não ajuda muito a encontrar o equilíbrio que tanto deseja.
Pois se nós não enfrentarmos os dois lado da vida nunca encontraremos o verdadeiro equilibro em nós, porque quanto mais nós fugimos de certas situações quanto mais fugirmos do medo quanto mais defesas criarmos em nós mais a vida nós leva para essas mesmas situações para esses mesmos medos, dai se não enfrentarmos os dois lado nunca encontraremos o verdadeiro equilíbrio, porque para tal encontrar teremos ou temos de viver os dois lados.
Tipo defesa/ataque, medo/coragem.
Mas agora também lhe deixo um pequeno convite a si, eu também tenho um pequeno espaço meu se quiser visitar esta aberto a si, o endereço é a minha assinatura só muda de (N)grande para (n)pequeno o resto é igual a todos os blogs do sapo.
Beijinhos com muito equilíbrio para ti e sempre em frente.
Nasombradaspalavras
lt a 30 de Novembro de 2006 às 21:24

És uma cotinha ainda, faltam-te uns aninhos para chegar a cota, aproveita os que ainda te faltam o tempo passa depressa demais e já não volta.
Obrigado pelas tuas palavras de apoio e incentivo, sei que alcançarei o meu equilibrio apenas o meu tempo é um pouco lento.
Claro que irei visitar o teu espaço, obrigado pelo convite.
Bjinhos
volta sempre
Ana
devaneiosmeus a 5 de Dezembro de 2006 às 13:36

Conheço de cor esse mundo Ana...e apenas tenho uma coisa para te dizer, não permaneças aí sai o quanto antes esses mundos deixam em nós marcas profundas e com as quais temos que conviver toda a nossa vida.Tal como dizes terás que ser tu a percorrer esse caminho e a chegar a essa conclusão.
Se precisares de mim ando por aqui

Beijinho

FF
FF a 1 de Dezembro de 2006 às 21:37

Sei do que falas, este meu cantinho em que me refugio é um escape onde sei que posso rir e chorar sem ninguém me perguntar porque o faço existe dentro de mim entendes faz parte da minha maneira de ser.
Mas não penses que sou sempre esta seca meio deprimida, tenho momentos bem alegres, rsssssss.
Obrigado pelo apoio miuda linda
Bjinhos
Ana
devaneiosmeus a 5 de Dezembro de 2006 às 13:52

mais sobre mim
Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
17
18

19
21
23
25

26
28


arquivos
2010

2009

2008

2007

2006

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO